,Dois depoimentos para In on It

Por Renata Gaspar, Luis Galves e Lucas Teixeira

Clássico de Daniel MacIvor
Clássico de Daniel MacIvor

Efêmeras, peças de teatro, ao contrário dos filmes, desaparecem num jamais sabermos mais de seus artistas (como a situação do circo perdido ou mambembe na estrada). As redes sociais, não com larga, porém com maior permanência no tempo, e, quem sabe, com alguma capacidade de transformar produtos em memória, oferece um pouco de confronto ao lento consumir-se dos projetos teatrais. Inauguramos este novo formato aqui no Deus Ateu – os depoimentos de quem fez e faz a cena acontecer. Depoimentos que não pretendem resumir, definir ou terminar fora de cena a obra. E pretendem apenas demarcar nas buscas alguns de seus fazedoras e fazedoras. Se cada peça conquistar em cada espaço mais um indicador…como é que desapareceremos para sempre? Convidamos In on It para a estreia do formato. Online, internacional, revisando a situação dos clássicos num tempo de vanguardas impedidas. E o teatro para dar conta da primeira grande batalha estética deste começo de século.

Boa leitura!

Deus Ateu.

Renata Gaspar –

Em 2010, assisti a uma das melhores peças da minha vida. Texto dinâmico, atores primorosos, direção precisa. Em 2020, em meio à pandemia do coronavírus, recebo um convite de dois jovens atores, Luís Galves e Lucas Teixeira – eles tinham recém-descoberto o texto “In on It”, do canadense Daniel MacIvor.

No primeiro momento, levei o maior susto, e já estava preparada para dizer um “não, já fizeram uma obra-prima disso aqui, obrigada”. Mas, pensei, nada como contextualizar e inserir uma obra atemporal em outro tempo. Topei, e nos surpreendemos!

Em meados de junho de 2020, estávamos no início da descoberta do “teatro online”, mal visto por uns e bem visto por outros e outros. Afinal, “que porra é essa?!”. Assisti experimentações diversas, todas com seu devido valor. Na época, a maioria era feita por peças criadas no palco sendo transportadas para dentro de apartamentos e ao vivo! A maior parte delas com apenas uma câmera por conta da transmissão em tempo real. Iniciávamos ali uma nova forma de ver teatro.

A câmera na mão e o tempo curto de transpor uma peça que não foi idealizada daquela forma para outra plataforma… Eram muitas questões, de chiados de microfone, passando pela câmera que balançava demais até o som que se perde… esse era o “ao vivo”! Como expectadores, sabíamos disso e tava tudo bem. Como artistas, estávamos sem medo de experimentar e isso era preciso.

Nessa época, estávamos nos aprofundando bastante no texto de “In on It” e paquerávamos algumas coisas das quais gostávamos, mas ainda não tínhamos visto algo totalmente criado e pensado para o ambiente online, que nascesse dali mesmo. Então, nos aprofundamos em referências cinematográficas para cada camada do texto e daí achamos!

Não há certo e errado nesse novo jeito de fazer teatro, apenas encontramos algo que se encaixava perfeitamente para ESSE TEXTO. Para outro talvez fosse uma câmera num tripé no deserto, não sei.

De qualquer forma, o que eu mais tinha medo era: fazer algo chato! Online e com uma hora de duração. Eu falava que tinha me arrependido de não ter cortado cenas e que eu teria preguiça de ver algo online de uma hora – costumava dizer “eu mesma não sou o público, gente!”. Depois de ver o produto pronto, sentimos que estava tudo bem. Ok, o texto ajuda, rs.

Enfim, ainda estamos nos descobrindo nessa nova terra de ninguém, mas, sinceramente, depois que essa porta se abriu, tudo é possível. E que bom!

LuÍs Galves e Lucas Teixeira - In on It - destaque para o teatro online
Luis Galves e Lucas Teixeira – In on It – destaque para o teatro online

Luís Galves –

Infelizmente, não assisti “In on It” no teatro. Entrei em contato com o texto pela primeira vez em maio de 2020 como parte de uma busca pessoal e quase desesperada de me movimentar como artista. Em um período tão caótico e vazio, eu apenas tinha vontade de interpretar e estudar alguma coisa interessante. Quando eu estava na metade da leitura do texto, parei e mandei uma mensagem pro Lucas Teixeira dizendo “nós vamos montar isso, não sei como, mas vamos”.

O desafio de interpretar vários personagens com certeza me moveu em direção a esse desafio, mas o que me fez realmente ter esse impulso foi o que senti ao ler todas aquelas cenas, diálogos, camadas e personagens: elas falavam mais do que estava escrito. Entendi que “coisas que acontecem a despeito do nosso controle’’ era o exato momento atual, “coisas que simplesmente acontecem’’ estavam nas linhas de cada fala e a vontade de “arrumar um sentido pra elas’’ passava pela minha cabeça dia e noite, aquilo me tocou de verdade. Além de ser um desafio incrível, seria também um trabalho de cura e entendimento de muitas coisas.

Eu só tinha vontade e tempo pra fazer aquilo acontecer. Fizemos algumas leituras juntos e nossa cabeça ia embora, não sabíamos explicar o porquê.  Estávamos via Zoom lendo e tentando entender para onde aquilo nos levava e para onde poderíamos ir.

A necessidade de uma direção apareceu depois de alguns encontros e conseguimos alguém que, além de ser uma avalanche como artista, tinha em sua lista de melhores peças que já assistiu na vida o próprio texto: “In on It”. A Renata Gaspar não sabia como poderíamos fazer aquilo acontecer de novo, num novo formato, mas a reação ao ler o texto depois de anos foi a mesma: esse texto é foda. Mesmo depois de alguns anos, ele ainda deixava claro os dilemas ancestrais que nos seguem, como a morte e o luto e a necessidade de abençoar acontecimentos que acontecem a despeito do nosso controle. Nossa vontade era ir fundo na história e proporcionar um alívio coletivo em uma plataforma que qualquer pessoa pudesse assistir: o temido, mas ainda sim inclusivo, modo online.

Decisões precisaram ser tomadas ao longo de todo o processo. Assim como no texto, elas deixavam claro que as escolhas são de caráter individual, mas precisam levar ao mesmo lugar: o de reconhecermos o afeto nas relações e o de abdicarmos de nosso lugar de controle que tantas vezes nos machuca.

Eu mesmo perdi duas pessoas muito amadas enquanto ensaiávamos e estar em contato direto com esse texto me ajudou a lidar com isso. Levei esse sentimento de injustiça constante aos ensaios e descobri na pele artística que aquilo só me fazia mal. Precisei abdicar, fazia parte do meu processo e, coincidentemente, do processo do meu personagem.

Talvez as pessoas que assistam a essa montagem pela primeira vez conosco não entendam isso. Foi necessário muito tempo de estudo até resultar na experiência final, mas nós entregamos tudo, dentro e fora das telas.

Estamos esperançosos de que, finalmente, todo esse período de pandemia esteja chegando ao fim. Ainda temos um caminho pela frente e, com certeza, essa remontagem de “In on It” mostra que estamos constantemente tendo que olhar para trás para entender melhor o mundo ao nosso redor.

Ficha Técnica

Texto: Daniel MacIvor. Tradução: Daniele Avila. Direção: Renata Gaspar. Interpretação: Luís Galves e Lucas Teixeira. Produção: Luís Galves. Assistente de produção: Claudia Braga. Câmeras: Felipe Teixeira e Tize Salati. Assistentes de câmera: Mariana Molinos e Brenda Zapana. Direção de arte: Laura Borelli. Edição de vídeo: Felipe Teixeira e Renata Gaspar. Iluminação: Tize Salati. Assistência luz: André Abacchioni e Renata Gaspar. Projeto: Renata Roberta. Colorista: Tize Salati. Trilha sonora original: Márcio Lomiranda. Design gráfico: Pedro Melo. Making of divulgação: Sofia Mattar. Preparador Vocal: Cauê Ferreira. Maquiagem: Murilo Gracioto. Parceria: Grande Ajuda (@grandeajuda.digital). Idealização: Luís Galves, Lucas Teixeira e Renata Gaspar. Crédito das imagens: Divulgação. Assessoria de imprensa: Katia Calsavara (Pipa Produções)

Serviço:

“In on It”

Direção de Renata Gaspar. Com Luís Galves e Lucas Teixeira.

Onde: no aplicativo Zoom. Ingressos via Sympla: https://linktr.ee/inonitonline

Quando: Domingos e segundas, 20h30. Até 6/9.

Duração: 70 minutos.

Ingressos: R$ 20 (metade da renda será revertida para o projeto social Grande Ajuda). Ao final do espetáculo, haverá bate-papo com os atores e a diretora do projeto.

Agradecemos pela leitura do nosso depoimento.

,Sobre a autora e os autores:

Renata Gaspar é atriz, humorista e apresentadora. Começou seus estudos de teatro aos 11 anos e estudou no Teatro Escola Macunaíma (SP), onde percebeu sua vontade de ser diretora. Aos 17 anos se formou e passou a fazer publicidade. Em 2009, protagonizou a série “Descolados”, da MTV. No teatro, fez peças do diretor Felipe Hirsh, como “Cinema” e “Antes que a Definitiva Noite se Espalhe em Latinoamérica”; e do dramaturgo Vinícius Calderoni, como “Não Nem Nada” e “Chorume”, entre outras. Esteve no elenco do humorístico “Saturday Night Live”, na Rede TV!, e “Tá no Ar – A TV na TV”, da Rede Globo, além de participações nas séries “Pais de Primeira” (protagonista), “Mr. Brown”, “Sob Pressão” e “Fora de Hora” (protagonista).

Instagram: @renatagaspar

Luís Galves é ator e produtor. Começou seus estudos de teatro em 2010 nos Estados Unidos. No Brasil, se formou na Escola de Atores Wolf Maya. Antes da pandemia, participava da peça de improvisação “Coronel Mostarda com a Chave Inglesa na Cozinha”, do Grupo Pérolas. Anteriormente, viajou pelo interior de São Paulo com a peça “Aprendiz de Feiticeiro”, como o protagonista Arthur. No final de 2017, entrou para o elenco de “Malhação – Viva a Diferença”. Em 2021, fez parte do elenco de (In)confessáveis 2, dirigido por Marcelo Varzea.

Instagram: @lugalves

Lucas Teixeira é ator e produtor de eventos. Iniciou seus estudos de teatro aos 16 anos na Coexiste  (SP) e formou-se na Escola de Atores Wolf Maya. Integrou a Cia Lúdica durante dois anos e participou da série “Marcas da Vida”. Integrou o elenco da peça de improvisação “Coronel Mostarda com a Chave Inglesa na Cozinha”, do Grupo Pérolas.

Instagram: @lucsteixeira_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s